Os 7 melhores Bottarghe de tainha

É um dos símbolos da comida e do vinho da Sardenha a par, por exemplo, com murta ou “porceddu”. Estamos falando da melhor tainha bottarga, definida por alguns como o “caviar da Sardenha”, típico do Mediterrâneo, especialmente da Sardenha e da Sicília.

É um produto que tem origens muito antigas. Parece que o método de conservação remonta a cerca de 3000 anos atrás: já era conhecido pelos fenícios e outras civilizações que se desenvolveram nas costas do Mediterrâneo. A tainha bottarga, que é a variedade mais cara, é usada como ingrediente em várias receitas da culinária italiana.

Resumo

  • Qual é a melhor bottarga de tainha?
  • 1. Mr. Moris Kosher Mullet Bottarga Qualidade Premium – O melhor para aromas intensos e aromáticos
  • 2. Bottarga de tainha da Sardenha Su Tianu Sardu – O melhor para embalado em sacos separados
  • 3. Mr Moris Mullet Bottarga – O melhor para já ralado
  • 4. Imprentas Bottarga di Muggine – O melhor para bigodes inteiros
  • 5. Su Tianu Sardu Mullet Bottarga – O melhor para embalagens de peso fixo
  • 6. Su Tianu Sardu Bottarga di Muggine – O melhor custo-benefício
  • 7. L’Oro di Cabras Bottarga – O melhor para a produção em uma área tipicamente artesanal
  • O que é bottarga?
  • Como a bottarga é obtida?
  • Diferentes tipos de bottarga?
  • Uso de bottarga na cozinha?
  • Como a bottarga é preservada?
  • Perguntas frequentes sobre a tainha bottarga
  • Conclusões

Qual é a melhor bottarga de tainha?

Basicamente é o saco ovariano da tainha ou do atum que são salgados e secos. A diferença em relação ao atum reside, antes de mais, nas diferentes espécies de peixes e nas quantidades obtidas. A tainha bottarga deriva do saco ovariano do peixe cujo peso varia de 200 a 500 gramas, enquanto no caso do atum – de atum rabilho ou de barbatana amarela – o saco pode pesar até mais de 1 kg.

A tainha bottarga encontrada no mercado é a mais fina, com sabor forte porém mais delicado que a do atum, a consistência é compacta e a cor, um âmbar dourado, deve ser uniforme. Por esse motivo, o preço da bottarga pode variar de 50 a 300 euros por quilo. A diferença substancial reside também no facto de as ovas de peixe serem provenientes não só do Mediterrâneo, onde as capturas já não são tão abundantes como outrora, mas também de outras zonas de pesca.

Abaixo apresentamos a você a melhor ova de tainha:

1. Mr. Moris Kosher Mullet Bottarga Qualidade Premium – O melhor para aromas intensos e aromáticos

Mr. Moris Bottarga di Muggine com seu sabor forte e perfumado é o acompanhamento certo para um aperitivo com amigos ou colegas. Disponível em vários formatos, caracteriza-se pelo seu aroma intenso e ligeiramente aromático, conferindo aos pratos um sabor único e delicado, com um requintado sabor a mar.

Com este produto pode deliciar-se com uma infinidade de aperitivos e pratos deliciosos: bruschetta, ovos mexidos, saladas, croutons e muito mais. É um produto Kosher, inteiramente fabricado na Itália.

Características principais:

  • Tem a única adição de sal marinho
  • Dá aos pratos um sabor delicado
  • É um produto Kosher

Especificações:

  • Marca: Mr. Moris
  • Peso: 220g

2. Bottarga de tainha da Sardenha Su Tianu Sardu – O melhor para embalado em sacos separados

Feito à mão na Sardenha e certificado Kosher, é apreciado por sua alta qualidade. Na verdade, é o resultado de uma cuidadosa seleção de matérias-primas e, como complemento, apenas o sal marinho da Sardenha é usado.

É embalado em dois sacos separados para garantir a máxima comodidade. Ingredientes: ovos de tainha mugil cephalus, sal.

Características principais:

  • Zona de pesca indicada: FAO 31 Atlântico Centro-Oeste
  • É produzido com matérias-primas cuidadosamente selecionadas
  • É feito à mão na Sardenha

Especificações:

  • Marca: Su Tianu Sardu
  • Peso: 200/260g

3. Mr Moris Mullet Bottarga – O melhor para já ralado

Embalado em um prático frasco de abrir e fechar, está disponível em vários tamanhos. Tem um aroma intenso e agradavelmente aromático, capaz de conferir aos pratos um sabor a mar refinado e muito delicado. É oferecido já ralado, para uso prático e imediato.

Características principais:

  • Ideal para um almoço ou jantar especial
  • Seu sabor é natural e genuíno
  • Dá aos pratos um toque mediterrâneo

Especificações:

  • Marca: Mr. Moris
  • Peso: 40g

4. Imprentas Bottarga di Muggine – O melhor para bigodes inteiros

É uma bottarga de tainha inteira, obtida a partir de exemplares de tainha de vários pesos. Tem um sabor intenso e adocicado, com um sabor levemente amargo. É uma das especialidades mais requintadas e exclusivas da Sardenha. É produzido sem conservantes e sem glúten.

Características principais:

  • Tem um sabor intenso, com um sabor levemente amargo
  • É sem glúten
  • Não contém conservantes

Especificações:

  • Marca: Imprentas
  • Peso: 80g

5. Su Tianu Sardu Mullet Bottarga – O melhor para embalagens de peso fixo

Processada na Sardenha com processo artesanal, esta bottarga de tainha é vendida já moída, em uma embalagem prática. Graças à embalagem reduzida ao mínimo, é oferecido a um preço particularmente vantajoso. Ele usa a certificação Kosher. Ingredientes: ovos de tainha mugil cephalus, sal marinho da Sardenha.

Características principais:

  • O único ingrediente adicionado é o sal marinho da Sardenha
  • É um produto Kosher
  • É feito com um processo artesanal

Especificações:

  • Marca: Su Tianu Sardu
  • Peso: 100g

6. Su Tianu Sardu Bottarga di Muggine – O melhor custo-benefício

É uma tainha bottarga processada na Sardenha com processo artesanal e proposta em uma jarra já moída e pronta para uso. A tampa economizadora de frescura permite manter intacto o seu aroma exclusivo durante muito tempo.

Características principais:

  • A tampa economizadora de frescura mantém o seu aroma durante muito tempo
  • É processado na Sardenha
  • É um produto Kosher

Especificações:

  • Marca: Su Tianu Sardu
  • Peso: 70g

7. L’Oro di Cabras Bottarga – O melhor para a produção em uma área tipicamente artesanal

Bottarga di mullet baffe de excelente qualidade produzido, conforme a tradição, com o sistema de secagem totalmente natural, sem corantes nem conservantes, submetido a rigorosos controlos de qualidade para garantir sempre frescura e genuinidade.

Características principais:

  • Passa por um processo de secagem completamente natural
  • Tem um sabor refinado
  • Uma vez aberto, mantém-se bem por várias semanas

Especificações:

  • Marca: L’Oro di Cabras
  • Peso: 100g

O que é bottarga?

bottarga

Bottarga é tradicionalmente um alimento para gourmets que é obtido a partir de ovas de peixe, principalmente de atum e tainha (a tainha comum), salgados, feitos seca e estação.

Para apreciá-lo ao máximo, você pode cortar fatias finas e espalhá-las em um pão torrado temperado com um fio de azeite extra virgem, mas a maneira mais comum de usá-lo (que também é o mais simples) é ralar diretamente nos pratos , como uma bela massa, seja o famoso espaguete com bottarga ou linguine com amêijoas e lulas.

Sendo um produto bastante caro (a tainha é mais valiosa porque se obtém menos que o atum) é um produto para ocasiões especiais: deve ser usado para embelezar pratos de certa importância.

A história de Bottarga é também a dos pescadores que durante séculos prepararam e consumiram esta comida bem conservada nos longos dias em mar aberto. Já a Bottarga, eleita entre os produtos PAT (Produtos Agroalimentares Típicos), tornou-se, de prato pobre dos pescadores, protagonista da alta gastronomia, famosa em todo o mundo.

Como a bottarga é obtida?

O primeiro passo é extrair os sacos ovarianos da tainha fêmea. O procedimento é muito delicado e, para não quebrar as bolsas, é feito à mão e com extremo cuidado. O ovário, mantido inteiro, deve ser imediatamente lavado com cuidado e aqui ocorre a segunda diferenciação.

A tainha bottarga é imediatamente salgada (devem ser viradas todos os dias e o sal trocado com frequência) e após alguns dias para garantir a purga do líquido, a parte prensada. Já o atum bottarga sofre duas prensagens, uma antes da salga e outra depois, sempre com troca de sal. Basicamente os de tainha são prensados ​​apenas uma vez após a salga, os de atum duas vezes.

A última etapa é o tempero ou secagem, que segundo a tradição é realizada em local seco e arejado por um período que varia de 45 a 90 dias. Após este longo processo a bottarga terá assumido a típica cor ouro-âmbar e o sabor intenso que a caracteriza.

Diferentes tipos de bottarga?

A tainha bottarga é produzida na bacia do Mediterrâneo na Sicília, Calábria, Toscana, Provença e, sobretudo, na Sardenha (a mais famosa é a bottarga di Cabras). Na Sicília, a produção de atum rabilho bottarga também é generalizada, especialmente onde as armadilhas de atum ainda estão em operação, como em Favignana nas ilhas Egadi.

Além da tainha e do atum bottarga, existem outros tipos. A um nível intermédio de sabor são colocados o espadarte bottarga e o robalo bottarga. Os sacos ovarianos a serem salgados também podem ser obtidos a partir de amberjack, mahi mahi e bonito. Ou da maruca, um peixe semelhante à pescada, produzido na Espanha, na província de Alicante.

Em outras partes do mundo, as ovas de peixe também são tratadas, como no Japão, onde é produzido um tipo de bottarga mais macio que o mediterrâneo chamado “karasumi”.¹”(Muitas vezes coberto com uma camada de cera de abelha para mantê-lo macio), ou a versão coreana de ovas de tainha secas chamada “eoran”, temperada com molho de soja e pincelada com óleo de gergelim.

Uso de bottarga na cozinha?

Segue uma pequena lista de sugestões culinárias: é excelente ralado na massa, especialmente em preparações mais simples, como alho e óleo ou linguine com amêijoas ou simplesmente no espaguete, pois é temperado com evo. É uma boa adição a um prato de ovos mexidos ou um humilde ovo cozido. É um poema cortado em fatias finas com pãozinho e azeite extra virgem.

Você apenas tem que evitar cozinhar bottarga. No máximo, você pode aquecê-lo um pouco, mas dado seu sabor delicado e seu alto custo, seria um desperdício “perder” a bottarga ralada junto com um refogado.

Como a bottarga é preservada?

Além do sabor, a melhor parte da bottarga² é que ele é efetivamente mantido por um longo tempo. Mesmo que você rale um pouco de cada vez na massa, você pode mantê-la refrigerada bem enrolada em sua membrana e o filme plástico na parte exposta, por meses e meses. Dada a natureza do produto que é muito seco, pode ser armazenado em local fresco e seco, porém uma vez aberta a embalagem deve ser mantida na geladeira.

Não se surpreenda se verificar que o prazo de validade do produto embalado é elevado: a bottarga é tão fácil de guardar que desde o dia da sua embalagem a data “a guardar de preferência até…” pode até ser de 5 anos!

Uma palavra sobre a membrana natural que encapsula o saco de ovos, que se torna turvo durante o processo de cura e secagem. Embora não seja absolutamente necessário removê-lo, é preferível fazê-lo, para não encontrá-lo “preso entre os dentes”. Em geral, você só pode descascar a membrana o suficiente para usá-la, assim como faria com o invólucro de salame natural ou sintético.

Perguntas frequentes sobre a tainha bottarga

Aqui estão duas perguntas que muitas vezes surgem entre os consumidores.

💡 Qual é o sabor da bottarga?

Bottarga tem um sabor distinto. É intenso, obviamente salgado e muito semelhante ao caviar (lógico, pois, como o caviar, a bottarga é ovas de peixe). o prazer é apreciar a combinação do sabor salgado marinho em combinação com diferentes tipos de alimentos.

💡 Quantas calorias tem a tainha bottarga?

Bottarga é um alimento muito calórico, no entanto, considerando a pequena porção de consumo (algumas gramas), seu impacto nutricional é um pouco limitado. As calorias provêm essencialmente de lípidos e proteínas (de elevado valor biológico), enquanto os hidratos de carbono estão ausentes.

O colesterol é abundante (440 mg em 100 g de parte comestível), sendo um produto de origem animal; o sal também é abundante e, como o sódio é responsável pelo aumento do risco de hipertensão arterial, a bottarga é um alimento não recomendado na dieta de quem já sofre desse distúrbio. No entanto, é um alimento rico em ômega-3.

Os valores nutricionais por 100 gramas são: água 30,5 g; proteína 35,5 g; lípidos 25,7 g. Valores energéticos: 373 kcal / 1560 kJ, dos quais o componente lipídico representa 62%, enquanto o componente proteico representa 38%.

💡 De onde vem a melhor bottarga?

Infelizmente, uma vez que a indicação da zona de pesca não é obrigatória, poucas marcas especificam a sua origem. No mercado, no entanto, bottarghe da área de Oristano na Sardenha e Orbetello na Toscana permanecem reconhecidos como locais de produção de excelência, onde a produção cooperativa é feita a partir de peixes criados localmente, cuja atividade também é reconhecida desde 2014 como um Fortaleza Slow Food.

Conclusões

Embora a produção de bottarga ainda seja feita principalmente nos países ribeirinhos do Mediterrâneo, a partir de muitos locais artesanais que ainda usam os métodos clássicos, não é certo que o peixe de onde provêm os sacos de membrana contendo ovos seja produzido localmente.

A opinião é levar em consideração o local de produção para a escolha do melhor produto; se possível, é aconselhável comprar peças grandes também em canais de vendas online como a Amazon, que agora são sites seguros e confiáveis. Pode não ser fácil encontrar produtos com preços baixos, mas algumas ofertas promocionais mais baratas com boa relação custo-benefício são sempre possíveis, mesmo lá.

Nós gostamos especialmente o bottarga L’Oro di Cabras que de acordo com a tradição é produzido com o sistema de secagem totalmente natural. Não contém corantes nem conservantes e está sujeito a rigorosos controlos de qualidade.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *