Melhores suplementos multivitamínicos: sua reserva de energia quando você precisar

Resumo

  • O que são suplementos multivitamínicos?
  • Quais são os melhores suplementos multivitamínicos
  • 1. Saúde de minério de ferro multivitamínico completo
  • 2. Mega Daily One Plus 120 cápsulas Scitec
  • 3. Suplementos Multivitamínicos 100% RDA ABCD Simplesmente
  • 4. Multivitaminas e Minerais, 40 Comprimidos Balance
  • 5. Suplemento Alimentar Multivitamínico Solgar Omnium
  • Princípios de uma boa nutrição
  • Por que tomar suplementos multivitamínicos?
  • Quem deve tomar suplementos?
  • Suplementos multivitamínicos: quais vitaminas eles incluem?
  • Suplementos multivitamínicos: como escolhê-los
  • Como armazenar suplementos multivitamínicos
  • Suplementos multivitamínicos: qual formato escolher e em que hora do dia?
  • Vitaminas: prós e contras
  • Suplementos de vídeo multivitamínicos

O que são suplementos multivitamínicos?

Os suplementos multivitamínicos, que também incluem sais minerais, são

de preparações sintéticas que têm a função de suprir a falta de vitaminas e nutrientes essenciais no organismo.

No mercadoem farmácias, parafarmácias e ervanários e também através do venda onlinehá uma enorme variedade de suplementos multivitamínicos, e muitas vezes você não sabe qual escolher.

Para uma compra fundamentada, vamos começar a entender se precisamos tomar esses suplementos.
Mas qual escolher? Quais vitaminas precisamos? Todos os suplementos são iguais?

Neste guia, você encontrará informações úteis sobre como escolher seu suplemento multivitamínico ideal e análises dos 5 melhores suplementos multivitamínicos.

Quais são os melhores suplementos multivitamínicos

Neste parágrafo você encontrará os 5 melhores suplementos multivitamínicos para comprar através dos canais de venda online.
No mercadoem lojas especializadas como herbalistas, farmácias e parafarmácias há muita escolha de suplementos e para esses produtos você nem sempre pode confiar marca.

EU’opinião mais difundido aconselhacomo em muitos casos, não confiar baixo customas escolher um suplemento que atenda às suas necessidades em vez do produto mais barato.

Abaixo apresentamos a você os melhores suplementos multivitamínicos:

1. Saúde de minério de ferro multivitamínico completo

Melhor para: formato conveniente

Suplemento multivitamínico e de sais minerais num prático frasco reutilizável com 90 comprimidos.
Apenas os melhores ingredientes naturais para uma contribuição cheio, 100% da dose diária recomendada, de vitaminas essenciais como A, C, B2, B3, B6, B7, B12, D e E assim como Zinco, Ferro, Magnésio. 100% de garantia de devolução do dinheiro e embalagem para presente disponível.

2. Mega Daily One Plus 120 cápsulas Scitec

Melhor para: Atletas

Conhecido e conceituado, este suplemento multivitamínico com adição de sais minerais é ideal para quem pratica desporto, mesmo a nível intenso.
As cápsulas, revestidas com gelatina bovina, são ideais para dar sustentação ao longo do dia graças ao fato de que os ingredientes ativos são liberados lentamente no organismo.
A embalagem inclui 120 cápsulas e a dosagem recomendada é de uma ou duas por dia.

3. Suplementos Multivitamínicos 100% RDA ABCD Simplesmente

O melhor para: custo-benefício

O suplemento multivitamínico da Simply Supplements é particularmente adequado para os ossos e para o bom funcionamento dos músculos, pois contém vitaminas A, B, C, D e E.
Ele é enviado em uma embalagem prática com 120 cápsulas que são fáceis de tomar graças ao tamanho pequeno e não contém conservantes ou aditivos artificiais.
Também é adequado para vegetarianos e fornece 100% da dose diária recomendada dessas vitaminas. Também está disponível em uma caixa de presente.

4. Multivitaminas e Minerais, 40 Comprimidos Balance

Melhor para: preço

Este suplemento multivitamínico vem em uma prática embalagem de 40 comprimidos de alta dosagem, também é adequado para celíacos, pois não contém glúten e é ideal para uso nos meses de inverno e em geral para períodos de fadiga.
Entre as vitaminas presentes estão a vitamina C, D, E e as do grupo B, além de uma série de oligoelementos preciosos como ferro, magnésio, cálcio, manganês e também luteína e melatonina. A dosagem recomendada é de um comprimido por dia.

5. Suplemento Alimentar Multivitamínico Solgar Omnium

Melhor para: qualidade

Suplemento alimentar multivitamínico, disponível em recipiente com 60 comprimidos, é adequado para veganos. A dosagem esperada é de uma ou duas cápsulas por dia, e contém todas as vitaminas e minerais essenciais como ferro, magnésio, zinco, picolinato de cromo, potássio de sódio e selênio. cheio.

Princípios de uma boa nutrição

Mesmo na Itália, berço da dieta mediterrânea, o consumo de alimentos industrializados tomou conta e estudos destacaram deficiências alimentares, principalmente em fibras, e nutrientes essenciais como cálcio, vitamina D, potássio.
Os especialistas recomendam consumir cereais todos os dias, de preferência inteiros para a ingestão de fibras, e frutas e legumes da estação.

Também é importante preferir as leguminosas e os peixes às carnes e enchidos, e preferir os temperos vegetais aos animais, por isso luz verde ao azeite, especiarias, ervas aromáticas e moderação com sal.
Recomenda-se também beber bastante durante o dia: não necessariamente muita água, mas também líquidos como chás de ervas, sopas, caldos.

Por que tomar suplementos multivitamínicos?

Pode haver muitas razões para tomar um suplemento multivitamínico.
Mesmo a dieta mais saudável e equilibrada pode carecer dos mais de 40 nutrientes essenciais de que precisamos todos os dias.

Compromissos diários, estresse e hábitos alimentares errados, almoços fora de casa e os muitos compromissos do dia a dia dificultam muito o cumprimento das recomendações dos nutricionistas, que incluem três refeições por dia e dois lanches, frutas e verduras frescas todos os dias.

Quando por todas estas razões não for possível suprir a necessidade diária de vitaminas com alimentos, pode ser útil recorrer a suplementos.
Você nunca sabe ao certo se está recebendo vitaminas e minerais suficientes em sua dieta diária.

Muitas vezes são necessários exames de sangue para entender se há deficiências e como integrá-las.
Geralmente, os adultos com boa saúde, que praticam atividade física regular e têm uma alimentação variada e equilibrada, obtêm minerais e vitaminas suficientes.

Quem deve tomar suplementos?

Uma alimentação saudável, variada e equilibrada continua a ser a fonte essencial e a melhor escolha para

tome todas as vitaminas que nosso corpo precisa, e os suplementos nunca podem substituir as vitaminas ingeridas com alimentos e bebidas.

Existem muitos fatores, no entanto, que criam uma deficiência de vitamina e, neste caso, sempre depois de ouvir a opinião do seu médico, recomenda-se tomar suplementos.
Entre os fatores que muitas vezes tornam necessário tomar um suplemento estão, em primeiro lugar, o estilo de vida e hábitos alimentares errados.

Quem trabalha fora de casa, por exemplo, costuma comer algo na hora no bar ou restaurante, ou até pular o almoço, comer demais no jantar e pular uma refeição básica como o café da manhã.
Mas mesmo quem leva uma vida estressante, com muito gasto físico e energético, muitas vezes precisa complementar a alimentação.

Além destes, o Ministério da Saúde identificou algumas categorias de risco, para as quais, sempre sob supervisão médica, pode ser útil tomar suplementos vitamínicos e de sais minerais.
Essas categorias incluem bebês, para os quais a suplementação de vitamina D e K pode ser necessária, e bebês de até um ano de idade, que geralmente precisam de suplementos de ferro e zinco, bem como bebês em crescimento, para os quais recomenda a suplementação com flúor para prevenir a cárie dentária.

Além disso, meninas em idade em desenvolvimento e mulheres jovens podem precisar de um suplemento de ferro, enquanto os idosos e qualquer pessoa incapaz de ficar ao sol e ao ar livre em geral por pelo menos 15 minutos por dia precisam de suplemento de vitamina D.

As pessoas mais velhas também precisam de mais cálcio para combater a osteoporose.
Atenção especial merece amamentação e gestantes, que muitas vezes precisam de ácido fólico e vitaminas D e K.

Além disso, fumantes e alcoólatras precisam de vitaminas adicionais e também aqueles que estão seguindo terapias médicas, por exemplo, tratamentos anti-câncer, ou estão tomando medicamentos como antibióticos, analgésicos, diuréticos.
A vitamina B12, presente apenas em alimentos de origem animal, pode ser necessária como suplemento para quem segue uma dieta vegana.

Suplementos multivitamínicos: quais vitaminas eles incluem?

A maioria dos suplementos no mercado inclui os principais grupos de vitaminas, portanto, vitamina C, vitaminas do grupo B, vitaminas A e E, vitamina D e vitamina K.
Além disso, os suplementos multivitamínicos geralmente não contêm quantidades suficientes de vitamina D e cálcio.

A vitamina D é essencial em todas as idades para fixar o cálcio nos ossos, pelo que é aconselhável expor-se o mais possível ao ar livre, ao sol, com as mãos e o rosto descobertos.
Um quarto de hora por dia é suficiente para garantir ao corpo a necessidade diária de vitamina D.
O cálcio é muitas vezes insuficiente em suplementos com todas as vitaminas, devido ao fato de que a necessidade geral esperada para adultos saudáveis ​​de 19 a 50 anos é de 1000 mg por dia.

Uma quantidade adicional de cálcio pode ser obtida não apenas do leite e produtos lácteos, mas também de alimentos vegetais, como espinafre, repolho, legumes e laranjas.
Os suplementos incluem então os principais sais minerais essenciais ao funcionamento do organismo, portanto, sobretudo zinco, cálcio, magnésio, ferro, betacaroteno, manganês, iodo, selênio.
Após identificar a presença desses nutrientes no rótulo, é necessário analisar a porcentagem de cada elemento.

O suplemento multivitamínico ideal fornece 100% da dose diária recomendada de minerais e vitaminas, portanto, quanto maior a porcentagem no rótulo, melhor o suplemento.
Existem também muitas variedades de suplementos específicos, destinados a pessoas com deficiências particulares, e outros que são enriquecidos com antioxidantes.

Suplementos multivitamínicos: como escolhê-los

Os suplementos devem ser sempre tomados por orientação médica e não substituem as vitaminas e minerais presentes na natureza.
Não adianta confiar no preço baixo, nem na publicidade.
É importante ler atentamente os rótulos para entender quais nutrientes estão incluídos no suplemento e a quantidade esperada para cada porção.

Você não deve exceder a necessidade diária esperada, não exceder as doses, especialmente com vitamina A, cuja overdose pode causar danos ao fígado.
Verifique sempre, portanto, que a quantidade máxima de vitamina A no rótulo é de 60% da dose diária recomendada.

Outra recomendação: Fumantes não devem tomar suplementos com betacaroteno, pois o abuso desse nutriente pode aumentar o risco de câncer de pulmão.
Também é importante não se deixar enganar por slogans e propagandas, ou pelas promessas às vezes enganosas encontradas nas embalagens, como indicações de aumento dos níveis de energia ou bem-estar, ou diminuição da fadiga ou estresse. Sempre baseado em benefícios reais.
Existe um tipo de suplemento para cada necessidade, levando em consideração fatores como sexo, idade, estado de saúde e fase da vida.

É sempre útil escolher um suplemento multivitamínico com base nas necessidades individuais, pois cada um de nós precisa de nutrientes em quantidades diferentes de acordo com a fase da vida.
Por exemplo, mulheres até 50 anos precisam de mais cálcio, enquanto homens e idosos acima de 65 anos não precisam de ferro.

Evite overdose. Os suplementos destinam-se sempre a substituir uma alimentação variada e equilibrada, e exceder a necessidade diária de sais minerais e vitaminas pode ser tóxico e perigoso para a saúde.

Como armazenar suplementos multivitamínicos

Os suplementos também têm uma data de validade.
Verifique sempre o prazo de validade antes de comprar e siga todas as instruções para a sua conservação.

Por exemplo, feche bem a embalagem após cada uso e guarde os suplementos em local fresco e seco.
Suplementos mal armazenados e usados ​​fora do prazo de validade perdem a potência e são prejudiciais à saúde. Acima de tudo, evite o excesso de umidade e calor, e não os mantenha ao alcance de crianças que podem confundi-los com doces.

Suplementos multivitamínicos: qual formato escolher e em que hora do dia?

A maioria dos suplementos são encontrados no mercado em cápsulas, mas também há comprimidos, pós, líquidos, geleias e até mastigáveis.

O formato pode ser muito importante, especialmente porque a forma como é tomada tem efeitos diferentes.
O formato mais popular é o de cápsulas, porque a cápsula permite proteger completamente o interior e é feita de materiais gelatinosos, biocompatíveis, que são facilmente absorvidos pelo estômago e intestinos.

As cápsulas, juntamente com os comprimidos e as geleias, estão entre os formatos mais práticos porque também podem ser tomadas fora de casa com um simples copo de água.

Os suplementos multivitamínicos em pó precisam ser diluídos em água de acordo com doses precisas, por exemplo, uma ou duas colheres de chá em 200 ml de líquido, mas podem ser preferidos, juntamente com os já na forma líquida, por quem tem dificuldade em engolir comprimidos e comprimidos.

As formas de gel e mastigáveis ​​são talvez as mais práticas de todas, pois estão prontas para serem ingeridas e geralmente são embaladas em sachês de dose única para levar com você e tomar quando necessário.

Quanto aos horários e horários do dia para tomá-los, geralmente são tomados uma ou duas vezes ao dia, dependendo da dosagem e quantidade necessária.

Não é necessário tomar suplementos antes ou depois das refeições, ou com o estômago vazio, mas pode ser prático definir um horário para não esquecê-los, por exemplo, após o almoço ou o café da manhã.
Tomar com o estômago cheio pode ser mais confortável para aqueles com problemas estomacais.

Vitaminas: prós e contras

As vitaminas são a base da vida e são essenciais para o funcionamento do nosso corpo.
Para isso, em certos casos, pode ser necessário tomar suplementos.

O conselho é sempre verificar a real necessidade perguntando ao seu médico, tanto porque a nutrição é a forma mais saudável de tomar vitaminas, quanto para entender, se necessário, qual suplemento é o mais indicado para nós.

Não é correto tomar um suplemento multivitamínico cheiosem saber se realmente precisamos e se há risco de efeitos colaterais.

Nesta seção você encontrará a lista de vitaminas com seus respectivos benefícios e efeitos colaterais em caso de overdose.

  • Betacaroteno
    Prós: antioxidante, neutraliza a ação dos radicais livres.
    Contras: O abuso de betacaroteno não é recomendado para fumantes porque pode aumentar o risco de câncer de pulmão.
  • Vitamina A
    Prós: melhora a visão e aumenta a resistência a doenças de pele.
    Contras: Demasiada vitamina A pode causar danos ao fígado, dor óssea e danos fetais na gravidez.
  • Vitamina B1
    Prós: essencial para o bom funcionamento dos músculos, cérebro e sistema nervoso.
    Contras: Não há efeitos colaterais reconhecidos do consumo excessivo de vitamina B.
  • Vitamina B2
    Prós: essencial para permitir que o corpo produza energia.
    Contras: muita vitamina B2 não tem efeitos colaterais, também porque é facilmente eliminada na urina.
  • Vitamina B3
    Prós: A vitamina B3 promove o metabolismo dos carboidratos e permite que o corpo produza energia.
    Contras: A ingestão excessiva de vitamina B3 pode causar pressão alta e doenças estomacais e intestinais, como constipação e diarréia, azia e outras doenças, como intolerância à glicose.
  • Vitamina B5
    Prós: ajuda no metabolismo de lipídios, carboidratos e proteínas e protege contra muitas doenças.
    Contras: Não há efeitos colaterais causados ​​pela ingestão excessiva de vitamina B5.
  • Vitamina B6
    Prós: contribui para a formação de glóbulos vermelhos e participa no metabolismo dos aminoácidos.
    Contras: O uso excessivo de vitamina B6 pode criar problemas neurológicos, como neuropatia nas pernas e braços.
  • Vitamina B8 ou Vitamina H
    Prós: Ajuda o metabolismo de ácidos graxos e glicose
    Contras: Não há efeitos colaterais reconhecidos de consumir muita vitamina H.
  • Vitamina B9 ou ácido fólico
    Prós: indispensável para o desenvolvimento do feto, ajuda a prevenir a formação de espinha bífida.
    Contras: Estudos não indicaram efeitos colaterais da ingestão excessiva de ácido fólico.
  • Vitamina b12
    Prós: contribui para o metabolismo de aminoácidos e ácidos graxos.
    Contras: é encontrado apenas em alimentos de origem animal.
  • vitamina C
    Prós: antioxidante, excelente contra radicais livres, auxilia na formação de colágeno e estimula a absorção de ferro pelo organismo.
    Contras: Existem poucos efeitos colaterais e leves. Em particular, distúrbios intestinais relacionados à overdose, como inchaço, flatulência, diarréia.
  • Vitamina D
    Prós: essencial para a formação e boa saúde dos dentes e ossos, contribui também para a diferenciação das células e o bom funcionamento dos músculos.
    Contras: Demasiada vitamina D pode causar calcificações, espasmos, problemas renais e diarréia.
  • Vitamina E
    Prós: rico em antioxidanteselimina os radicais livres e, portanto, tem um poderoso efeito anti-envelhecimento.
    Contras: O excesso de vitamina E no corpo pode levar à fadiga e cansaço.
  • Vitamina K
    Prós: promove a coagulação do sangue e, portanto, previne o sangramento.
    Contras: Não há efeitos negativos da ingestão excessiva de vitamina K.

Suplementos de vídeo multivitamínicos


Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *