Dieta vegetariana: 13 benefícios para a saúde

A dieta vegetariana atrai cada vez mais pessoas a cada ano. Há quem o siga por uma expectativa de Vida longa. Há quem acredite mais saudável. Há também quem o faça para preservar os recursos naturais da terra ou por amor aos animais.

Além disso, a nutrição não se limita apenas a frutas e vegetais. No supermercado é fácil encontrar preparações saborosas a à base de plantas que substituem produtos cárneos como salsichas, hambúrgueres, almôndegas.

Sem falar que é possível preparar pratos saborososem que os vegetais não são simples lateral.

Resumo

  • O que significa ser vegetariano?
  • Por que se tornar vegetariano?
  • 1. É saudável
  • 2. Prolongue a vida útil
  • 3. Fortalece os ossos
  • 4. Reduz o risco de doenças transmitidas por alimentos
  • 5. Mantém os sintomas da menopausa afastados
  • 6. Aumente a energia
  • 7. Regula as funções intestinais
  • 8. Ajude a economizar
  • 9. Traga felicidade para a mesa
  • 10. Reduz a pressão arterial
  • 11. Coloca um bom humor
  • 12. O risco de câncer diminui…
  • 13.… e diabetes

O que significa ser vegetariano?

Muitos se perguntam o que se pode realmente comer ao adotar um estilo de vida vegetariano.Benefícios da Dieta Vegetariana

Existem muitos tipos de dietas vegetarianas, que na sua maioria contemplam a possibilidade de não só consumir frutas e vegetais frescos e cozidos, grãos integrais e leguminosas, mas também uma pequena quantidade de ovo E lacticínios ou produtos da pesca.

No primeiro caso falamos de uma dieta ovo-lacto vegetariana, no segundo de uma dieta vegetariana de pêssego. Nisto a dieta vegetariana difere daquela estritamente vegano que não leva em consideração nenhum derivado de carne (sem ovos, mel, laticínios) e peixe.

Por que se tornar vegetariano?

Embora as frutas e os vegetais sejam baixos em calorias, sua valiosa contribuição é bem conhecida em termos de vitaminasminerais, antioxidantes e nutrientes fitoquímicos como flavonóides e esteróis.

De acordo com dados publicados em pesquisa publicada no Proceedings of the Society of Nutrition, uma dieta do tipo vegetariana, se seguida de forma equilibrada, geralmente é rica em carboidratos, ácidos graxos ômega 6 E ômega-3gordura saturada (mas sem colesterol), fibra alimentar, carotenóides, ácido fólico, vitamina A (retinol), vitamina C, vitamina E.

A isso são adicionados minerais como potássio, cálcio, ferromagnésio e sódio, oligoelementos como zinco, cobre, selênio, manganês.

Eles também são uma fonte de proteína, embora não tenham fontes de Aminoácidos essenciais que são encontrados apenas na carne e, portanto, precisam ser integrados.

Aqui estão alguns dos benefícios de uma dieta vegetariana.

1. É saudável

O consumo de frutas e vegetais aumenta sua ingestão fibras e de antioxidantes. A dieta vegetariana é, portanto, saudável. Ser pobre em gordura e colesterolé bom para o coração.

Um estudo com 44.000 pessoas descobriu que os vegetarianos são 32% menos propensos a desenvolver doenças cardíacas isquêmicas.

2. Prolongue a vida útil

Os habitantes de Okinawa, no Japão, provavelmente têm a maior expectativa de vida do mundo. A expectativa de vida média é superior a oitenta anos e o número de pessoas com mais de 100 anos é particularmente alto. O segredo deles?

Uma dieta de baixa caloria de carboidratos complexos não refinados, frutas e vegetais ricos em fibras e soja.

3. Fortalece os ossos

O cálcio é um componente chave na fabricação de osso robusto e forte. A maioria dos profissionais de saúde recomenda aumentar a ingestão de futebol de forma natural, ou seja, através da alimentação.

Os alimentos também fornecem outros nutrientes, como fósforo, magnésio e vitamina D, que são necessários ao organismo para absorver e usar o cálcio.

Você pode obter uma dose saudável de cálcio de feijão, tofu, leite de soja e vegetais verde-escuros, como brócolis, couve e nabo.

4. Reduz o risco de doenças transmitidas por alimentos

De acordo com a Food and Drug Administration dos EUA, alimentos ricos em proteínas Como carnes, aves, peixes e frutos do mar estão frequentemente envolvidos em surtos de origem alimentar. Alimentos vegetais, não.

5. Mantém os sintomas da menopausa afastados

Muitos alimentos vegetais contêm nutrientes que são benéficos para mulheres na perimenopausa e na menopausa. Alguns são ricos em fitoestrogênios, compostos químicos que imitam o comportamento do estrogênio.

Como os fitoestrogênios podem aumentar e diminuir os níveis de estrogênio e progesterona, manter um equilíbrio na dieta ajuda a garantir uma transição mais confortável para a menopausa.

A soja é a fonte natural mais abundante de fitoestrogênios, mas esses compostos também podem ser encontrados em centenas de outros alimentos, como maçãsbeterraba, cereja, datasalho, azeitonas, ameixas, framboesas, abóboras e batata-doce.

Como a menopausa também está associada ao ganho de peso e à desaceleração do metabolismo, uma dieta vegetariana de baixa caloria gordura e a fibra pode ajudar a evitar os quilos extras.

6. Aumente a energia

Os produtos de origem animal são ricos em colesterol e trazem gordura para o sangue, bloqueando as artérias. Desta forma, os músculos não recebem uma quantidade adequada de oxigênio. E tudo isso causa uma desaceleração do físico.

A dieta vegetariana equilibrada é naturalmente isenta de gordura. Uma boa nutrição gera mais energia que pode ser usada nas muitas atividades da vida diária.

A Grãos integraiseu leguminosasfrutas e vegetais são ricos em carboidratos complexos, que fornecem ao corpo uma grande quantidade de combustível energizante.

7. Regula as funções intestinais

Comer muitas frutas e vegetais significa consumir mais fibras, o que empurra os resíduos para fora do corpo. As pessoas que seguem uma dieta vegetariana tendem a sofrer menos de constipação, hemorróidas e diverticulite.

8. Ajude a economizar

Comer vegetais, grãos e frutas em vez de carne, frango e peixe é muito mais barato. E a carteira agradece.

9. Traga felicidade para a mesa

Seu prato ficará cheio de cor. Frutas e vegetais amarelos e alaranjados – cenoura, laranja, batata-doce, manga, abóbora, milho – devem sua cor aos carotenóides.

As folhas verdes também são ricas em carotenóides, mas obtêm sua cor da clorofila. Legumes de tons vermelhos, azuis e roxos – ameixas, cerejas, pimentões vermelhos – contêm antocianinas.

Cozinhar por cores é uma boa maneira de garantir que você está comendo uma variedade de substâncias naturais que aumentam a imunidade e previnem várias doenças.

10. Reduz a pressão arterial

Os pesquisadores descobriram que não apenas os vegetarianos têm pressão arterial mais baixa em média, mas que as dietas vegetarianas podem ser usadas para baixar a pressão arterial. pressão sanguínea entre as pessoas que têm de se submeter a uma operação.

11. Coloca um bom humor

Um estudo americano examinou o humor de um grupo de pessoas submetidas a três diferentes regimes alimentares: à base de carne, à base de peixe e apenas vegetariano.

Os pesquisadores descobriram que, após duas semanas, as pessoas que seguiram a dieta vegetariana relataram mais melhorias de humor do que aquelas nas outras duas dietas.

12. O risco de câncer diminui…

Pesquisadores da Universidade Loma Linda, na Califórnia, estudaram diferentes versões da dieta vegetariana e associaram pessoas com baixo risco de câncer, descobrindo que uma dieta vegetariana pode ter benefícios protetores.

Embora o estudo não seja a palavra final sobre o assunto, os veganos têm o menor risco de câncer, especialmente os cânceres mais comuns entre as mulheres, como o câncer de mama.

13. … E diabete

Alguns estudos mostraram que os vegetarianos têm um risco menor de desenvolver diabetes. É importante ressaltar, a esse respeito, que a dieta não cura a doença, mas pode ajudar a reduzir o risco.

“As notícias e dados contidos neste artigo são apenas para fins informativos. Eles não se destinam a fornecer aconselhamento médico e não substituem o conselho do seu médico. Nem o editor de areamelhores.pt nem o autor assumem responsabilidade por qualquer possível consequência vinculada a qualquer tipo de tratamento ou dieta realizada com base nas informações contidas neste artigo. Antes de iniciar um tratamento, é aconselhável consultar o seu médico ou outro profissional de saúde “

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *