Aminoácidos de cadeia ramificada para músculo e recuperação

Resumo

  • O que são aminoácidos?
  • Aminoácidos
  • Conclusões

O que são aminoácidos?

PARA para que servem os aminoácidos?

Eles são os blocos de construção fundamentais da síntese proteíca e são necessários para a produção de enzimas, hormônios e neurotransmissores.

Além de seu papel na composição das proteínas, os aminoácidos têm muitas funções biologicamente importantes e estão envolvidos no metabolismo intermediário entre carboidratos e lipídios.

Muitos deles são utilizados em esportes relacionados ao fortalecimento muscular e à produção de glicose para fins energéticos.

Aminoácidos

Nosso corpo consegue sintetizar apenas alguns aminoácidos a partir de precursores e, em qualquer caso, sua produção requer inúmeras etapas metabólicas.

Por convenção, os aminoácidos são divididos em duas categorias: essenciais e não essenciais. o Aminoácidos essenciais eles não podem ser sintetizados por enzimas de mamíferos, enquanto gli aminoácidos não essenciais eles podem ser sintetizados por quase qualquer organismo.

A maioria dos aminoácidos é metabolizada no fígado. Três aminoácidos que formam o grupo de aminoácidos de cadeia ramificada o BCAAs (valina, leucina, isoleucina) são metabolizados diretamente nas células musculares.

Por esta razão são amplamente utilizados como suplementos por quem realiza atividade física intensa para promover o crescimento muscular e a recuperação da fadiga.

Abaixo apresentamos os aminoácidos:

1. O que são aminoácidos essenciais?

O que são aminoácidos essenciais

Os aminoácidos essenciais fazem parte de um grupo de moléculas orgânicas que o corpo não consegue produzir naturalmente.

São obtidos por meio de nutrição ou suplementação e são essenciais para a formação de proteínas.

  • Estrutura do aminoácido

Basicamente, o estrutura química de um aminoácido é formado por ligações de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.

Todos os aminoácidos, com exceção da prolina, possuem um grupo amino primário (NH2) e um grupo ácido carboxílico (COOH).

Eles são distinguidos uns dos outros principalmente por apêndices ao átomo de carbono central.

Algum aminoácidos hidrofóbicos eles são encontrados dentro da molécula globular da proteína ou dentro da porção lipídica da membrana. Alguns (fenilalanina, triptofano e tirosina) também são aminoácidos aromáticos porque contêm um anel aromático.

  • Tipos de aminoácidos

Embora o corpo humano tenha muitas variações de proteínas em sua composição, elas são compostas por 20 aminoácidos, sendo 8 essenciais (9 em alguns casos) e 12 não essenciais.

Aminoácidos essenciais: triptofano, valina, fenilalanina, treonina, lisina, isoleucina, leucina e metionina.

Aminoácidos não essenciais: alanina, arginina, asparagina, ácido aspártico, ácido glutâmicocisteína, glutamina, glicina, prolina, serina, tirosina e histidina.

A formação de proteínas ocorre com aminoácidos unidos por ligações conhecidas como “ligações peptídicas”. Os vinte aminoácidos combinam-se de maneiras diferentes, e são essas combinações de aminoácidos nas proteínas que determinam os diferentes funções dos aminoácidos.

2. Papel dos aminoácidos em seu corpo

Cada um dos aminoácidos essenciais tem funções específicas e vitais para o bom funcionamento do organismo. Eles são necessários para a construção de tecidos, músculos, alguns hormônios e enzimas.

Eles são adquiridos através da alimentação ou suplementação.

Em comparação com as próprias proteínas que precisam ser digeridas para tornar os aminoácidos disponíveis, os últimos, tomados isoladamente, não sofrem mais metabolismo, mas são mais facilmente absorvidos pelo corpo do que as proteínas.

As principais atividades do Aminoácidos essenciais (incluindo histidina) no corpo.

  • Leucina

É um aminoácido ramificado. Estimula a síntese de proteínas e a reparação muscular e é um importante combustível para as reações anabólicas.

Também ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, estimula a cicatrização de feridas e produz hormônios de crescimento.
Isoleucina

É também um aminoácido de cadeia ramificada, responsável pela síntese de glutamina e alanina, além de atuar no desenvolvimento e reparação dos músculos.

Também é importante para a função imunológica, produção de hemoglobina e regulação de energia.

  • Valina

É o terceiro aminoácido de cadeia ramificada que auxilia na síntese de outros aminoácidos, no reparo tecidual e na manutenção do equilíbrio de nitrogênio.

  • Fenilalanina

Esse aminoácido potencializa a produção de hormônios e neurotransmissores, como dopamina, adrenalina e noradrenalina, substâncias ativadoras do sistema nervoso central e periférico.

É importante para manter as atividades mentais e psicológicas em equilíbrio e para melhorar as habilidades cognitivas. Desempenha um papel vital na estrutura e função de proteínas e enzimas e na produção de outros aminoácidos.

  • Lisina

Regula a produção de óxido nítrico. É um componente estrutural do colágeno e tem ação antiviral. Também intervém na absorção de cálcio.

  • Metionina

É uma importante fonte de enxofre e outros compostos necessários para o metabolismo e componentes celulares. A metionina se converte em cistina, um aminoácido importante na síntese de glutationa (um antioxidante natural).

Também é necessário para o crescimento dos tecidos e a absorção de zinco e selênio, minerais vitais para a saúde.

  • Triptofano

Esta substância promove a liberação de serotonina (hormônio que regula funções importantes como humor, temperatura corporal e frequência cardíaca) e melatonina (hormônio relacionado ao sono).

  • Treonina

É responsável pela produção de mucina, uma proteína necessária para manter a integridade e função intestinal.

É importante para a função imunológica e responsável pela síntese de glicina.

  • Histidina

A histidina deve ser considerada um aminoácido semi-essencial, pois é necessária nas funções de crescimento da infância.

É usado para produzir histamina, um neurotransmissor vital para a resposta imune, digestão, função sexual e ciclos de sono-vigília.

É fundamental manter a bainha de mielina, uma barreira protetora que envolve as células nervosas.

3. Benefícios da suplementação de aminoácidos essenciais

Os aminoácidos essenciais estão no centro de numerosos e complexos processos vitais. Embora sejam reconhecidos por seu papel no desenvolvimento e reparo muscular, o corpo depende deles para muito mais.

Uma deficiência pode ter um impacto negativo em todo o corpo, incluindo os sistemas nervoso, reprodutivo, imunológico e digestivo.

Suas principais funções incluem:

  • ajudar a melhorar o humor
  • reduzir os sintomas da depressão
  • promover o sono
  • aumentar o desempenho na academia
  • evitar a perda de massa muscular
  • auxiliar na perda de peso

4. Alimentos fontes de aminoácidos

Alimentos-Fontes-Aminoácidos

Fontes de aminoácidos essenciais são encontradas em alimentos ricos em proteínas animais e vegetais, bem como em suplementos.

  • Proteínas de origem animal

Carnes magras, laticínios e ovos são ricas fontes de aminoácidos, com importantes valores nutricionais e biológicos para o funcionamento do organismo.

Apresentam também, em sua composição, todos os aminoácidos essenciais.

  • Proteínas de origem vegetal

Vários alimentos vegetais, como grão de bico e soja, também possuem boas concentrações de aminoácidos essenciais.

Algumas proteínas vegetais que não possuem todos os aminoácidos essenciais podem ser combinadas com diferentes fontes, como arroz e feijão. O primeiro ingrediente tem um baixo concentração de lisina, enquanto o último tem pouca metionina.

Uma vez que eles são assimilados juntos, eles formam uma fonte completa de aminoácidos.

  • Suplementos de aminoácidos essenciais

Além dos alimentos ricos em proteínas, os suplementos alimentares também são uma boa opção para a ingestão de aminoácidos.

Existem formulações que contêm BCAAs com todos os aminoácidos essenciais.

Conclusões

Existem oito aminoácidos essenciais, que você deve obter através de sua dieta: isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e valina. A estes pode-se acrescentar a histidina em casos particulares de necessidades ligadas sobretudo ao crescimento da infância.

Eles são vitais para funções como síntese de proteínas, reparo de tecidos e absorção de nutrientes.

A importância dos aminoácidos essenciais pode ser vista em sua ampla gama de ação e nas inúmeras funções que desempenham no organismo.aminoácidos e proteínas estão intimamente relacionados).

Por esse motivo, além dos alimentos ricos em proteínas, os suplementos alimentares são alternativas viáveis ​​quando recomendados por profissionais de nutrição e médicos.


Origens:

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *